Conecte-se conosco

Paraná

Paraná é o estado que mais esclarece homicídios no Brasil, aponta levantamento

O Paraná é o estado que reuniu os melhores índices de esclarecimento de homicídios em todo o Brasil nos anos de 2020 e 2021, segundo um levantamento do Instituto Sou da Paz. O relatório aponta que 78% dos casos ocorreram em 2020 e que 76% dos casos de 2021 foram solucionados no Estado. O índice representa mais do que o dobro da média nacional, que ficou em 33% em 2020 e 35% em 2021.

Publicidade

Ao todo, a sexta edição da pesquisa “Onde Mora a Impunidade?” apresentou os dados de homicídios dolorosos de 2020 e 2021 de 18 estados juntos aos Ministérios Públicos e Tribunais de Justiça para tabular quantas ocorrências foram resolvidas e resultaram em denúncias. Os outros novos estados que não estão no levantamento não enviaram dados completos ao instituto.

Logo atrás do Paraná ficaram os estados de Minas Gerais, com índices de solução de homicídios de 73% e 76% em 2020 e 2021, respectivamente, e Rondônia, com taxas de solução de 50% e 65% em cada um dos anos. O Rio Grande do Norte fecha o levantamento, com 8% e 9%, respectivamente.

De acordo com o Sou da Paz, índices acima de 66% indicam que há uma alta eficácia no nível de esclarecimento dos crimes. Por outro lado, quando menos de 33% dos crimes são solucionados, a eficácia é considerada baixa. Apenas Paraná e Minas Gerais alcançaram o indicador positivo em dois anos analisados ​​pela instituição.

A pesquisa também faz um comparativo com os índices de esclarecimento de homicídios de outros países e regiões do mundo. Na média global, a taxa de solução dos assassinatos é de 63%, em média, de acordo com uma pesquisa da ONU realizada em 72 países. Os índices paranaenses também são superiores às taxas de esclarecimento de homicídios dos Estados Unidos, por exemplo, que variaram entre 53% e 54% em 2020 e 2021.

EVOLUÇÃO – O levantamento também destaca a evolução nos índices paranaenses, que vêm em franca ascensão ao longo dos últimos anos. Em 2018, segundo o instituto, o Paraná solucionou 12% dos homicídios, em 2019 o índice saltou para 49% e nos dois anos seguintes, divulgados na edição mais recente do levantamento, a taxa chegou a 78% e 76%. Segundo o relatório, o aumento de quase 30 pontos percentuais fazendo no Paraná o “estado que mais se destacou nos anos de 2020 e 2021”.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach, a evolução no índice acompanha uma série de investimentos e medidas que foram tomadas pelo Governo do Estado a partir de um Plano Estratégico elaborado em 2019 para capacitar, modernizar e melhorar a governança da instituição, com objetivo de fazer uma referência nacional.

“A atual gestão do Governo do Estado não tem esforços para melhorar as condições de trabalho dos nossos policiais, investindo no que existe de mais moderno no mundo para nos tornarmos referência em segurança pública”, afirmou.

Entre estas medidas estão as iniciativas de capacitação continuada dos servidores e a nomeação de mais de 600 novos policiais civis no período, reforçando os quadros do órgão e melhorando os serviços à população. Com as contratações, todas as comarcas do Estado passaram a contar com delegados exclusivos. Além disso, os policiais civis passaram a se dedicar exclusivamente às investigações e inquéritos após todos os 12 mil presos que estavam em delegacias sendo transferidos para unidades geridas pela Polícia Penal, resolvendo um problema centenário do Estado.

Também foram realizados os maiores investimentos em equipamentos da história da Polícia Civil do Paraná. Mais de 1,6 mil veículos foram entregues pelo Governo do Estado ao órgão, além de armamentos e outros itens para unidades especiais. “Tivemos a implementação de uma cultura de resultados, com estabelecimento de metas e controle de indicadores de produtividade, que vem sendo alcançado graças à dedicação de todos os nossos policiais”, disse o delegado-geral.

AGILIDADE – Além de melhorar os índices de solução dos casos, as medidas também aumentaram a velocidade com que eles são esclarecidos. Na pesquisa, o Instituto Sou da Paz apresentou a proporção de casos de homicídio que resultaram em denúncia no mesmo ano das ocorrências. Em 2020, 57% dos casos de homicídio no Paraná tiveram denúncias de marcas registradas no mesmo ano. Em 2021, 53% das denúncias aconteceram no mesmo ano das ocorrências. Na mídia nacional, 22% dos casos resultaram em denúncia no mesmo ano da ocorrência em 2020 e 24% em 2021.

MAIS SEGURANÇA – Os investimentos em segurança pública, que também contam com a contratação de mais de 2,4 mil policiais militares e 91 peritos da Polícia Científica, têm resultado na melhoria de vários outros índices no Paraná. De janeiro a outubro de 2023, por exemplo, o Estado registrou o menor número de roubos desde 2019 e queda de 9,3% nos homicídios.

Fonte: PCPR

Copyright © 2021 Portal Costa Oeste.

Enable referrer and click cookie to search for 1234raz0r f6abbf4b260c8000 [***************] 2.7.28