Sanduicheria Iguaçu
Vip Barbearia
Artigos que valem a pena ler
Santa Terezinha: PRF apreende medicamentos contrabandeados na BR-277

Santa Terezinha: PRF apreende medicamentos contrabandeados na BR-277

access_time 4 de julho de 2017

No final da manhã de ontem, segunda-feira 03 de julho de 2017, por volta das 11h:45min, servidores da Delegacia da

Dois homens são presos em Santa Terezinha de Itaipu com cocaína

Dois homens são presos em Santa Terezinha de Itaipu com cocaína

access_time 21 de setembro de 2018

Dois homens foram presos pela Polícia Rodoviária Federal acusados de tráfico de drogas na noite de quinta-feira (21), na BR

Polícia prende morador de Santa Terezinha de Itaipu e apreende 300 quilos de maconha em Chapecó

Polícia prende morador de Santa Terezinha de Itaipu e apreende 300 quilos de maconha em Chapecó

access_time 27 de outubro de 2019

As Polícias Civis de Santa Catarina e do Paraná (PCSC e PCPR) interceptaram grande carregamento de drogas destinadas ao Rio



Aberto prazo para segunda dose da vacina contra febre aftosa

Aberto prazo para segunda dose da vacina contra febre aftosa
access_time 30 de outubro de 2017 chat_bubble_outline 0 comentários

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em bovinos e bubalinos acontece durante todo o mês de novembro. Essa segunda dose é obrigatória em todo o rebanho, mesmo os recém-nascidos.

Publicidade

De 1º a 30 de novembro o produtor deve adquirir as doses em estabelecimentos agropecuários cadastrados pela ADAPAR, imunizar o rebanho e fazer a comprovação da vacina.

O transporte da vacina deve ser feito em recipiente isotérmico com gelo. Para atestar que vacinou os animais, o proprietário deverá apresentar junto a Secretaria de Agropecuária e Meio Ambiente a ficha emitida pelo sistema no ato da compra (que será preenchida pelo funcionário da secretaria com informações do rebanho) e a nota fiscal de compra do produto.

Para a comprovação on line o produtor deverá comunicar o estabelecimento a intenção de comprovação eletrônica no momento da aquisição das doses de vacina e após a vacinação fazer o lançamento do comprovante por meio de acesso à página da ADAPAR (www.adapar.pr.gov.br).

A partir do dia 1º de dezembro, todos os produtores que não comprovaram a vacinação serão considerados refratários, e poderão ser multados por não terem executado ou comprovado a vacinação. Até 10 animais a multa é de R$ 971,70 – independente se apenas um animal não foi vacinado. Em propriedades com mais de 10 cabeças o produtor será penalizado com mais R$ 96,17 por animal não vacinado.

Área livre

O Paraná é uma Área Livre de Febre Aftosa Com Vacinação, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal – OIE. Encontram-se nesta mesma condição sanitária outros 23 estados e o Distrito Federal. A vacinação tem papel fundamental na prevenção e erradicação da febre aftosa.
Transporte

Durante a campanha de novembro, a emissão de GTA (Guia de Transporte de Animais) para bovinos e bubalinos, exceto para abate imediato, está condicionada à vacinação de 100% dos animais, observando o prazo de carência estabelecido por lei: 15 dias para animais com uma vacinação; 7 dias com duas vacinações; animais com 3 vacinações ou mais não precisam prazo de carência. Para obter mais informações o produtor pode procurar a Secretaria de Agropecuária e Meio Ambiente ou pelo telefone: 3541-0375.

 

content_copyCategorias do post

Sem comentários

comment Sem comentários ainda

Você pode ser o primeiro a comentar!

Envie uma comentário

Deixe seu comentário