inverno-thermal-Itaipuland
cazzuni2
pizzaria-3-coracoes
banner 800 x 120px
agropecuaria-nativa
banner
Artigos que valem a pena ler
PM apreende 103 kg de maconha em matagal em Foz do Iguaçu

PM apreende 103 kg de maconha em matagal em Foz do Iguaçu

access_time 31 de julho de 2018

A Polícia Militar apreendeu 103 kg de maconha, após receber um chamado um homem que trabalhava na Avenida Fiorino Brol,

BPFron apreende veículos carregados de cigarros em Foz do Iguaçu

BPFron apreende veículos carregados de cigarros em Foz do Iguaçu

access_time 13 de janeiro de 2018

Na noite de ontem, 12 Jan. 18 policiais militares do BPFron – Batalhão de Polícia de Fronteira realizavam patrulhamento nas

Projeto Viola Lindeira está com vagas abertas em STI

Projeto Viola Lindeira está com vagas abertas em STI

access_time 4 de abril de 2018

A viola é o símbolo da música sertaneja, conhecida popularmente como moda de viola ou música raiz. No Brasil, é

Publicidade


Padrasto que estuprou e matou enteada de dois anos é condenado a 57 anos de prisão

Padrasto que estuprou e matou enteada de dois anos é condenado a 57 anos de prisão

Padrasto que estuprou e matou enteada de dois anos é condenado a 57 anos de prisão

access_time 17 de agosto de 2018 chat_bubble_outline 0 comentários

O padrasto, que estuprou e matou a enteada de um ano e oito meses, foi condenado a 57 anos de prisão em regime fechado, no Fórum de Matelândia, na tarde desta sexta-feira (17). O homem vai responder por homicídio qualificado e estupro, com agravantes de feminicídio e falta de condições da vítima em reagir.

Publicidade

O julgamento, que começou por volta das 9h, terminou às 14h40. O suspeito foi ouvido e alegou, mais uma vez, que não cometeu violência sexual contra a menina. Porém, laudos do Instituto Médico Legal (IML) comprovaram que, além das agressões nas costas, cabeça e braços, a criança também foi abusada sexualmente.

Do lado de fora do júri, um grupo de moradores protestou e pediu a garantia da inocência da criança.

O caso aconteceu em fevereiro, em Ramilândia. A mãe da criança não acompanhou o julgamento.

Publicidade

Massa News 

 

content_copyCategorias do post

Sem comentários

comment Sem comentários ainda

Você pode ser o primeiro a comentar!

Envie uma comentário

Deixe seu comentário

Publicidade