Conecte-se conosco

Itaipulândia

Estimativa na quebra da safra em Itaipulândia é de 70% a 75%

Agricultores de Itaipulândia e região estão muito preocupados com o resultado que deve advir da colheita da soja que já iniciou, pois a falta de chuva para as lavouras foi significativa.

Publicidade

De acordo com informações obtidas com o Engenheiro Agrônomo Jaime De Moura da Cooperativa LAR de Itaipulândia, “a cultura teve boa implantação, com umidade favorável, porém na sequência sofreu com o excesso de chuva na fase de desenvolvimento inicial, o que diminui um pouco o potencial produtivo de algumas áreas. Em seguida, o desenvolvimento da cultura foi satisfatório, prometendo boa produtividade. Porém, no início de novembro, déficits hídricos foram registrados e afetaram a cultura de soja na fase reprodutiva,” afirmou o Agrônomo.

Alguns produtores efetuaram o plantio entre os dias 10 e 20 de setembro, essas lavouras tiveram desenvolvimento um pouco melhor em sua fisiologia. “Já aquelas que foram semeadas no final do mês de setembro e início de outubro diminuíram ainda mais o potencial produtivo. As lavouras em que o plantio foi realizado na segunda quinzena de outubro e início de novembro, são aquelas cujas plantas ainda estão verde e se não ocorrer precipitações dentro de uma semana a perda será considerada total,” frisou Jaime De Moura.”

De acordo com levantamento realizado pelos técnicos da Cooperativa LAR, as lavouras de soja colhidas essa semana em Itaipulândia estão produzindo entre 20 e 50 sacas por alqueire.

A média do município deverá ficar ao redor de 35 sacas por alqueire, o que equivale a uma quebra que pode chegar a 75%.

Copyright © 2021 Portal Costa Oeste.