Elegância Company topo
Vip Barbearia
Sanduicheria Iguaçu
Artigos que valem a pena ler
Foz: Condutor erra entrada e veículo fica suspenso em passagem para pedestres

Foz: Condutor erra entrada e veículo fica suspenso em passagem para pedestres

access_time 8 de maio de 2019

O condutor de um veículo de luxo errou o acesso do estacionamento da Prefeitura de Foz do Iguaçu e deixou

Serranópolis: Homem é morto durante briga na comunidade Divisa do Parque

Serranópolis: Homem é morto durante briga na comunidade Divisa do Parque

access_time 28 de abril de 2019

Um homem foi morto na tarde deste domingo (28), durante uma briga na comunidade Divisa do Parque, interior de Serranópolis

Jovem de 20 anos morre em grave acidente entre carro e guincho

Jovem de 20 anos morre em grave acidente entre carro e guincho

access_time 20 de julho de 2019

Segunda vítima que estava no veículo teve ferimentos graves e foi encaminhada para o Hospital Um jovem de 20 anos



Documento de identidade vai ser unificado a partir de julho

Documento de identidade vai ser unificado a partir de julho
access_time 6 de fevereiro de 2018 chat_bubble_outline 0 comentários

O projeto piloto para o Documento Nacional de Identificação (DNI) foi lançado pelo governo federal nesta segunda-feira, 05 de fevereiro de 2018.

Publicidade

A partir de julho, devem ser integrados em um único documento diversos registros utilizados pelo cidadão, como o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o título de eleitor. Além disso, poderá ser exibido por meio de smartphones.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Marcelo Pagotti, é provável que o DNI também apresente os números do RG de cada pessoa.

Inicialmente, ele inicia com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que fez o cadastro biométrico (impressões digitais) de aproximadamente 75 milhões de eleitores.

Para emitir o documento, as pessoas que já tiveram suas biometrias cadastradas devem baixar o aplicativo do DNI em seus aparelhos celulares, fazer um pré-cadastro e validar os dados junto a um ponto de atendimento (apontados inicialmente pela Justiça Eleitoral).

Fonte: Correio Braziliense

 

content_copyCategorias do post

Sem comentários

comment Sem comentários ainda

Você pode ser o primeiro a comentar!

Envie uma comentário

Deixe seu comentário