Portal Costa Oeste 1
Vip Barbearia
Sanduicheria Iguaçu
Artigos que valem a pena ler
Furto qualificado de gado é registrado em Missal: Um animal foi abatido

Furto qualificado de gado é registrado em Missal: Um animal foi abatido

access_time 23 de novembro de 2019

Na noite de sexta-feira,  22, por volta das 22:00h. a Polícia Militar de Missal foi acionada pela  moradora do município,

São Miguel: Reunião prevê construção de mais 250 casas populares

São Miguel: Reunião prevê construção de mais 250 casas populares

access_time 4 de maio de 2017

Na noite de ontem (03), o Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu e a Associação Habitacional de Interesse Social

Medianeira: Após oito dias hospitalizado, morre homem que foi esfaqueado

Medianeira: Após oito dias hospitalizado, morre homem que foi esfaqueado

access_time 16 de fevereiro de 2018

Luciano Celestino da Silva, de 47 anos, morreu na tarde desta sexta-feira (16), no Hospital e Maternidade Nossa Senhora da



Nuvem de gafanhotos destrói lavoura na Argentina e pode chegar ao Brasil

Nuvem de gafanhotos destrói lavoura na Argentina e pode chegar ao Brasil
access_time 24 de junho de 2020 chat_bubble_outline 0 comentários

Segundo órgão do governo do país vizinho, regiões da fronteira oeste do Rio Grande do Sul estão no alerta; em um quilômetro quadrado, até 40 milhões de gafanhotos podem comer o que 2 mil vacas consomem em um dia.

Publicidade

O aparecimento de uma nuvem de gafanhotos na Argentina assustou produtores rurais, assim como entidades do governo do país.

Nesta segunda-feira, 22, o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina publicou um mapa com alerta da praga em que é possível ver uma faixa vermelha que representa ‘perigo’. Regiões da fronteira oeste do Rio Grande do Sul estão no alerta dos argentinos.

O governo de Córdoba, outra província argentina, também alertou para a passagem dos gafanhotos na região. “O Ministério da Agricultura de Córdoba e o Senasa monitoram a situação. Em Córdoba, ambas as propriedades possuem protocolos de trabalho para serem ativados em caso de entrada da praga”, disse no Twitter.

Segundo comunicado, a nuvem de gafanhotos entrou no país pelo Paraguai no fim de semana. “Deve-se lembrar que em aproximadamente um quilômetro quadrado, até 40 milhões de insetos podem ser mobilizados, comendo pastagens equivalentes ao que 2.000 vacas podem consumir em um dia”, disse.

As autoridades da província informaram ainda que os produtores devem relatar a presença da praga em áreas rurais e que ações de monitoramento estão sendo realizadas.

Ameaça à produção
Segundo o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar, os insetos podem causar danos às culturas e aos pastos mas não às pessoas. “As nuvens de gafanhotos podem passar por comunas, vilas ou cidades, mas não causam danos diretos aos seres humanos. Podem causar danos às culturas e aos pastos, mas não constituem um risco para as pessoas”, diz um comunicado.

Em outra postagem, o Senasa mostra o prejuízo causado pela nuvem de gafanhotos em lavouras de milho e mandioca. “Notamos a presença de uma nuvem de gafanhoto do Paraguai, em Colonia Santo Domingo, na cidade do General Manuel Belgrano, Formosa. Vamos avaliar a densidade da população da peste e os danos causados ao milho e mandioca”.

Fonte: Canal Rural

 

Sem comentários

comment Sem comentários ainda

Você pode ser o primeiro a comentar!

Envie uma comentário

Deixe seu comentário